segunda-feira, 25 de julho de 2016

Descolorante: Loreal Infinie Platine e Revlon Blond Up

Oi criaturas! ^^

Há alguns meses comentei aqui do Blond Me, da Igora. Usei algumas vezes e, de início, o resultado era ótimo! Deixou meu cabelo praticamente platinado, não precisava nem matizar.

Porém...Com o tempo percebi que meu cabelo estava ficando muito poroso. As tinturas exigiam retoques frequentes e ele estava sem forma. Ou seja: Ele não é uma boa para cabelos FINOS, causa danos maiores que o necessário a longo prazo.

Fiquei uns tempos usando o da Alfaparf, mas sinceramente? Ele não abria tanto quanto o necessário (pra cores pastéis, nem pensar! Sério mesmo) e deixava o cabelo manchado.

Ai fui pro Acquaflora, que deu bem mais resultado e é mais ameno em questão de danos. O único problema dele era deixar o meu cabelo MUITO amarelado. Dependendo da cor que ia usar, precisava matizar de qualquer jeito.

Dai agora testei esses dois do título. Fiz teste de mecha com ambos antes (sei lá né...Vai que?) e só depois de garantir que estava tudo bem parti pra um teste maior: Metade do cabelo foi com um, metade outro.

Encontrei pouquíssimas resenhas dos dois e como uso tinturas fantasia e precisava fazer a raiz, dá pra ter uma boa noção da diferença dos resultados.















Revlon Blond Up, até 8 tons.
Infine Platine, até 7 tons
Oxidante Revlon, 30v (nos dois casos).

Como ele estava antes:













Desbotamento de 1 mês da Kamaleão Color.













Para que vocês tenham um referencial, as cores ainda estão fortes e, no caso da Pavão e da Sairazul, houve bem pouca mudança.
Como a raiz tá bem manchada e já crescida, resolvi descolorir de uma vez pra corrigir tudo.

Fiz a misturinha, deixei cerca de 40 minutos (o tempo médio indicado, lavei apenas com água e...Resultado 1:













Os testes foram realizados da seguinte maneira: como laranja, rosa e turquesa costumam ser piores pra sair e dar mais trabalho, optei pelo Blond Up, que se propõe a descolorir um tom a mais.
O Marsala já está praticamente todo desbotado, seria só pra deixar uniforme. O roxo sai com facilidade e o verde da última vez também se mostrou fácil de tirar, logo, acredito que foi um teste justo.

Bem...O Blond Up tirou praticamente tudo, clareou completamente a raiz e deixou o cabelo uniforme, EXCETO pelo alaranjado.
No meu caso, irei refazer o rainbow com outra marca. A ordem é a mesma, então não tem problema, pra mim é indiferente.
Os danos foram mínimos, ponto pra ele!

Esse é o Infinie Platine.


















O resultado foi bem similar! Ele tinha uma leve vantagem, que é remover cores mais fáceis de sair.
Não platinou e ficou um pouco mais claro que o laranja da foto anterior. Achei até bem honesto pra um descolorante que se propõe a descolorir até 7 tons. A raiz está uniforme e os danos foram mínimos.














E aqui é o comparativo dos dois. A parte que ficou manchada é pontual, logo conclui-se que é uma característica da própria tintura, afinal são dois descolorantes de marcas diferentes e foram aplicados nas mesmas condições.

No resultado geral, não vi diferença. A abertura foi similar, ficaram uniformes e está um loiro claríssimo típico de descoloração.
É uma base boa pra grande maioria das cores, exceto as mais claras, consideradas pasteis, que são diluídas.

Nesta segunda parte, irei começar o rainbow e terminar com o resultado final em outro post.
Todas as cores são da Candy Color e é um exemplo pra demonstrar que elas pegam e não tive problemas de fixação ao aplicá-las.














Um dos segredos para evitar manchas no rainbow é: ser organizado.
As mechas não são em tamanhos "exatos" (até porque faço tudo sozinha e não dou conta, risos), porém são proporções. A única que é um pouco maior é a amarela, porque ela tem tendencias de manchar e com o tempo a cor se perde.

Esse da foto foi o método que achei mais prático e fácil considerando a quantidade de cores que são usadas.














Ele já parcialmente tingido. O amarelo faço separado que é pra agir separado e assim diminuírem as chances de dar problemas.
As cores usadas: Royal Pink, Chrome Orange, Canário, Tropical Green, Acqua, Blueberry e Sweet Grape.
São cores bem conhecidas da Candy, as mais usadas no geral. 












Tropical, Acqua, Blueberry e Sweet Grape separas do amarelo, que já está praticamente pronto.














E aqui é antes de enxaguar.
Tirei os elásticos que separavam e tingi a raiz.
Pode fazer tudo junto, esse método facilita na aplicação, seria uma especie de "pré-retoque", pra evitar que alguma parte fique manchada ou não pegue.

Bem pessoas, espero ter ajudado em algo e esclarecido alguns pontos.
Qualquer coisa é só entrar em contato por e-mail ou na página do Blog.
Todas essas tinturas e outras estão disponíveis na Loja. 
Logo, sinta-se a vontade pra espiar! d:-)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

E ai..?