sábado, 28 de abril de 2012

Tingir e cobrir cores, Ice Metalic, do verde ao azul, hidratação

Esse post era pra ter sido publicado semana passada, mas fiquei 3 dias praticamente off, coincidiu com minha câmera dar pála e aí a vantagem é que tenho fotos mais atuais, de como ele ficou após ser lavado e tals...

E a desvantagem é que daqui a pouco irei aproveitar outro feriado pra montar outro material sobre Curl Formers e fixadores, que bem, pode causar uma certa confusão porque produtos pra penteado costumam desbotar MUITO a cor e daí fica a impressão de que parte do trabalho foi perdido. Bem, estamos aqui pra isso também! hahaha

Então...Eu estava assim semana passada:












O Spring Green decepcionou um pouco, já ta praticamente amarelado. E o Turquoise poderia ter durado bem mais, porem darei uma segunda chance.
Nessas mechas assumo que tenho um pouco de culpa, elas sofreram com a chapinha quando usei cachinhos e algumas partes quebraram. Logo, decidi por bem cobrir com uma cor mais escura pra ter mais o que desbotar e assim me dar menos trabalho..^^














A parte de tras, já com mais de 1 mes sem retoque. Ai foi um misto de Eletric Purple da Raw ano passado retocado com Blue Velvet da Special Effects. Estou deixando a parte crescer virgem e só fiz variar um pouco a marca até então.













A já veia conhecida parte branca, que de vez em quando cai pro dourado ou fica meio azulada. Vamos fazer um retoque nela daqui a pouco...














Já bastante desbotado: Green Envy e Iceberg, da Manic Panic. O Iceberg ate que esta durando consideravelmente bem, mas o verde já tão todo zoado, mal se identifica..d:-/
Em todo caso não sou padrão pra Manic Panic, o fixador deles não se acerta com meu cabelo, a culpa tende a ser minha mesmo! dx-D

E vamos a parte trabalhosa do processo?











Divisão de mechas. Um mal necessário para o bem do resultado e convivência da humanidade.
Aqui nos temos três momentos: parte da frente do topo, que são mechas que serão retocadas (aquela parte rosa e azul claro que costumo manter), a parte de trás, meio esverdeada, que separei pra ser coberta (Green Envy, Spring Green, Turquoise e Iceberg) e dos lados fiz um retângulo e trancei, a ideia é um arco-iris com cores claras, que sei que não irá durar, mas pra testar algumas cores.












Ohn, tá bem claro: irei cobrir TODO o esverdeado e azulado desbotado, uma parte irá ficar mais pra frente e fazer parte do retoque e outra irá complementar o retoque do azul escuro que costumo fazer.

Reparou que as mechas ainda não estão num tom ideal? Nas fotos em cima dá pra ver que se identifica o verde e azul claro, por isso é importante pensar em duas possibilidades: cobrir com um tom similar ao de trás, que seja mais escuro, pra dar ideia de continuação e não ficar uma diferença ou manter o retoque com tons mais escuros.
Eu preferi incluir na parte de trás porque esta durando mais de 1 mes e pra mim facilita. Agora, se você prefere manter varias cores o conselho é escurecer um pouco.
*Lembrando que estou fazendo isso porque esta parte esta um pouco fraca devido ao calor excessivo, então resultou em quebras e a cor esta desbotando em pouco tempo, logo é mais pra deixar o cabelo "recuperar". Colorido do mesmo jeito, só que mais escuro.













E a ultima divisão: a parte do centro de trás, virgem, que mantenho azul escuro por não dar diferença e ser uma cor fácil de manter. Ai é só retoque.











O que eu usei: Ice Metalic da Exotic pra ajudar a anular o excesso de dourado (okei, primeira tentativa!), Night Sky da Candy Color (que é similar a Blue Velvet, de trás), a propria Blue Velvet que será o retoque e por ultimo, no pontinho transparente, Azul Puro Escuro da Exotic com suavizador.

Coloquei separado porque criei outro tom, fiquei com medo dela ser muito mais escura e dilui pra ficar mais aproximado as outras.

Fiz de proposito, queria um teste de diferença de tom e desbotamento. Já sei como a Velvet fica, mas não conheço a Night Sky e faz tempo que não uso a Puro Escuro, logo...













Aqui é a Night Sky. Lado esquerdo= Night Sky.
Acho que dá pra identificar a mecha pela consistência, como é gel, similar a S.E, ficou mais fina, como se a tintura não fizesse "volume" no cabelo.













Esta é a Ice Metalic, que foi aplicada em toda a parte de trás e dos lados abaixo das tranças. 












E a Puro Escuro, enrolei de proposito pra identificar a diferença.
Ohn, Night Sky= esquerda.
Puro escuro=direita.
d:-)

Depois disso minha câmera morreu e dai só pude tirar fotos alguns dias seguintes, com o cabelo já lavado.
Aproveitei também pra tirar do armário o Joico "Hidratação Intensiva", que é uma linha com cor azul meio acinzentada, Propriá para cabelos finos.

Passei uns 15 dias só usando Neutrox e condicionador que vem na caixinha da tintura de farmácia, mas como meu cabelo tava ficando meio estranho/ressecado, resolvi que estava na hora de fazer o processo de maneira decente.














Este é o resultado!
Ai atras o Blue velvet retocado e a parte mais clara é Turquoise da Directions. Tenho as duas aqui e aproveitei que iria fazer o retoque pra atestar se tem diferença.













Blue Velvet atras e essa mecha do lado, mais curta é a Night Sky. Ou seja: são praticamente identicas.














As duas Turquoise: Do lado direito (e minha esquerda) é da Directions, na direita da Punky Colour.
O interessante é que meio sem querer fiz uma graduação de cores, coisa que não tenho o costume. E o resultado fica ótimo, dá contraste mas ainda esta discreto e equilibrado. 














Aqui eu separei as mechas do Puro Escuro, Night Sky em cima e comparei com a Blue Velvet após umas 2 lavagens. A Azul puro escuro abriu um pouco (é a da direita), pode ser que tenha sido o suavizador que influenciou na mecha meio fraca. No mais, as cores são similares, tanto que a parte de cima esta uniforme mesmo que mais clara.

Conclusão: Blue Velvet, Night Sky e Puro escuro=praticamente a mesma cor, talvez a duração seja diferenciada dependendo do cabelo. 












E as mechas meio fail, que fiz com pressa só pra não ficar tão loiro, mas depois planejo melhor: Wildflower, Aqua e Lemmon Green. E este rosa é parte do Royal Pink.













E aqui Napalm Orange, Vicious Blue, Spring Green de novo e Blueberry da Raw, que se assemelha ao Wildflower.
Com umas 4 lavagens devem sair, não deixei tempo suficiente, foi só teste de mecha.












A parte Ice Metalic, que foi retocada. Repare que não ficou cinza, ele apenas manteve o cabelo que antes tava meio dourado platinado.
Ou seja: decepciona um pouco. Em cabelo mais dourado ele funciona pra manter o platinado, agora pra deixar cinza mesmo precisa beirar o branco.

Já deu mais certo outras vezes, é porque desta tinha amarelado no meio e acabou interferindo um pouco.












A parte da frente, com Royal Pnk, amarelo, parte do Turquoise, do Wildflower e do Blue Velvet.













E no sol! Ate então todas as fotos forram tiradas em ambiente de luz natural, é assim que fica embaixo do sol de meio dia.

A parte de tras branca como sempre (ou quase sempre! haha), os lados com tons de roxo e azul e na frente uma mecha rosa e amarelada.

Conclusões gerais:

-Sim, dá pra cobrir uma cor com outra que não seja neutralização. Com a condição da cor do fundo ser BEM mais clara ou a próxima opção ser bem mais escura.
Na dúvida: TESTE DE MECHA, sempre!
-Tingir e aplicar um bom hidratante faz toda a diferença. Ajuda a manter a cor, deixa esta mais brilhante e o cabelo agradece.
-Tratamentos: invista. Descoloriu com Super Meches, usou Candy/Special Effects mas passa Seda. Não rola! Faça todo o processo, enxague apenas com agua, aplique a mascara, faça massagem, deixei o tempo recomendado, finalize com condicionador e seja feliz.
Este é o segredo pra manter a cor bonita mesmo desbotada, a manutenção logo após.
 -Ice Metalic: desapontou um pouco, ainda prefiro fazer o neutralizador. Se você não tem segurança é uma opção bacana, mas saiba que o cabelo não fica cinza dependendo do nível de dourado e não se MANTEM cinza sem retoque.
-Organização, sempre! Divida as mechas, faça tranças, use prendedores, papel aluminio, plásticos para separar...Primeira lavagem, idem! São mais de 2 cores? Faça separado nas primeiras 2 vezes, que é quando sai excesso, especialmente se for verde e amarelo.

É chato? É trabalhoso? Sim, mas evita futuros retoques e manchas.
-Hidratação: Não adianta a embalagem sugerir 3 minutos e você deixar de 15 a 30 minutos. Seu cabelo NÃO ficará mais hidratado, não vai salvar os danos.

Nos próximos posts irei falar sobre: Curl formes, fixadores e mais pra frente da linha Morocanoil incluindo óleo para raiz. Sei que tem muitas resenhas sobre ele, mas dai aproveito pra comentar também de reconstrutores e mascaras de nutrição, faço um tutorial ensinando a diferença de aplicação de cada um e o resultado! ^^

segunda-feira, 9 de abril de 2012

Correção de cor com tintura, retoques e amarelo (fantasia)

Feriado é uma boa oportunidade de retocar e corrigir erros capilares, dá pra fazer tudo com relativa calma. Fiz um post ano passado ensinando a clarear o cabelo (ou descolorir dependendo do caso) com a tintura Alfaparf 11.21.

Desta vez resolvi testar a 11.11 pra ver o efeito no meu cabelo absurdamente dourado e um pouco manchado de reflexo.
Na teoria o que diferencia? A 11.11 é Louro claríssimo acinzentado e a 11.21 é Louro Claríssimo acinzentado Irise. Então a com final 11 tem duas frações de azul, enquanto a 21 tem uma parte azul e uma violeta.

O que na prática seria melhor pra um cabelo dourado amarelado, mas fiquei curiosa em saber se o 11 deixaria meu cabelo cinza ou não faria diferença pelo excesso de dourado.

Então...Eu estava assim da última vez:













Sim, trágico! Isso ai foi uma herança do teste de tintura de caixinha, aquele Louro Claríssimo acinzentado da Loreal. Lembra o que comentei? É uma tintura que serve bem pra manter a cor e clarear até no máximo 2 tons. Mais que isso causa este estrago básico que nos faz correr pra loja e pedir um auxilio mais forte.













Aqui sou eu, com o cabelo meio manchado e raiz absurdamente dourada.












Dos lados tinha um resto de lilas/roxo desbotado e a raiz absurdamente dourada. 
Pois bem, vamos para a parte trabalhosa da brincadeira: preparar a tintura.

Comentei do descolorante na última, certo? Então, aqui está ele novamente, substituindo o 0SP.
Pra quem tá meio desorientado irei repetir de qual é a do descolorante: diz a lenda, segundo uma profissional que trabalha na areá há uns 20 anos, que o 0SP é igualzinho descolorante. Quando você mistura na tintura ele tem a mesma função desde que as proporções sejam equivalentes. Como eu estava sem o 0SP e tinha descolorante sobrando me atrevi a substituir. Não recomendo, não incentivo e não quero que você faça o mesmo, porém eu mostro pra que você saiba que essas coisas acontecem.

Novamente: a responsabilidade é minha. Não é que eu ensine coisa errada, só estou ilustrando o que EU fiz pra que você saiba que é uma opção.
Se você não tem plena confiança, beleza, não é vergonha nenhuma: mistura com o 0SP direitinho que vai fazer efeito do mesmo jeito! d:-)












Para ilustrar: alfaparf 11.11, mesma proporção de descolorante (pela terceira/quarta/quinta vez? NÃO recomendo, mas é uma opção!) e oxidante 40v na proporção 1:2.

Essa proporção considera a massa total da misturinha, então se você usou 10g de tintura+10g de 0SP são 20g de tintura pra 40ml de oxidante.













Passei a misturinha, deixei agir o tempo recomendado, enxague SÓ com água, passei o hidratante Neutrox amarelo, que é extremamente emoliente e hidratante e sequei.

Meu caro leitor, o Neutrox!  Creminho da época da nossa vó, juntamente com o primo yamasterol.
Poucos dão credito pra ele por tres motivos: é quase liquido, então torna a aplicação um pouco sofrida, vende na farmácia e custa 3 reais.
dx-D

Mas já pararam pra ler a composição? Não tem petrolato, parafina e é indicado pra cabelos afros e no/low pool.
Não subestime. Pelo contrário, taí uma excelente opção pra uma hidratação de manutenção ou pos-tintura, pra usar como condicionador.












A parte da frente seca, após o enxague e o Neutrox. Ainda ficou dourado, inclusive na foto de cima dá pra ver que a tintura fez o papel do descolorante e igualou a cor. Só que ainda ficou esse reflexo dourado por ai.

Sendo assim, reflexo 11 anula dourado? Nope...Com tintura fantasia ele fica chumbado e cai pro cinza dependendo da proporção do azul/roxo, lembra? Não são todos os azuis que dão o efeito.
Melhora bastante. Consideravelmente. Mas minha teoria é que meu cabelo tava muito amarelado pro azul fazer efeito, mas não amarelo o suficiente pra cair pro verde. Ou seja: um intermediário ridículo.

Pra mim o 21 dá mais certo, já que é parte azul parte irisado.
Se meu cabelo estivesse um dourado mais fechado e menos amarelado, quase ruivo, ele teria deixado o cabelo cinza. Foi uma questão de proporção.

O que não significa abandonar de vez o 11.11, dá pra usar normalmente desde que o cabelo não esteja muito amarelo ovo e com cautela, sempre prestando atenção no espelho pra se ameaçar esverdear já lavar em seguida antes que faça efeito. 














Ohn, o cabelo do lado esquerdo, já desbotado de 1 més de lavagens: Royal Pink, Vicious Blue e Lucky Green. Não dá pra ver perfeitamente, mas é possível reparar que a cor ainda esta aí, ela só clareou, nem mudou o tom. Daria pra ficar assim mais uns 15 dias tranquilamente. 













Aqui tem: Hard Banana, Magic Pink, Acqua e Lemmon.













A parte de baixo que estou mantendo loira: totalmente uniforme, só a raiz que cessou um pouco o dourado.












O outro lado, só apliquei a tintura na raiz então ficou um restinho de lilas no restante. 

Como o objetivo principal da 11.11 era ver o quanto neutralizava de dourado e ela só fez deixar o reflexo mais fraco usei a velha técnica de neutralização com tintura e creme pra anular o que restou.

Desta vez foi uma misturinha de vg com um pouco de violeta puro, já que o que sobrou foi excesso de amarelado.









A intenção era branco mesmo, na ponta tá um leve lilas e por isso só neutralizei a raiz. A desvantagem é que só vai durar umas 3 lavagens. A vantagem é que posso fazer manutenção com o Mix Tonner ou o Platinium da Punky Colour, que são fracos.









Comecemos com a última parte do post: tintura amarela.

Sabe esse verde? É o verde limão (ou Yellow Green) da Raw. Ela tem dois problemas sérios: é muito clara e neon e tem a fixação bem marromenos.
Em se tratando da Raw decepciona, mas aí eu insisti que queria salvar esta cor a todo custo. Dai visitando alguns Flickrs da vida vi uma mocinha já conhecida por alguns (A Megan, com cabelo arco-iris) que tenho como contato na esperança de que algum dia ela poste um tutorial ou qualquer coisa similar! haha

Nessa ela mostrou uma misturinha pra um verde meio limão neon que na pratica não existe pronto, ela fez porque são dois tons: na raiz o Eletric Banana da Manic Panic em degrade um verde que vai fechando até ficar similar ao Limelight.

O que ela fez foi usar uma minima proporção, tipo uma colher de chá do Fishbowl pra uma tubinho da Manic Panic. Sei que geralmente aconselho a não misturar marcas diferentes por conta do fixador, mas no caso, como foi uma quantidade minima, só pra dar a tonalidade, acredito que não chega a influenciar na duração.

Foi basicamente o que eu fiz: adicionei amarelo, o Hard Banana da Candy em um potinho do Yellow Green. Porque fiquei curiosa em saber como ficaria a cor e o hard Banana tem a duração bastante consideravel e é fácil de tirar se algo der muito errado.

Ficou um verde bem bacana, parecendo canetinha grife. Esperemos que dure! haha

O que eu queria comentar além em relação a tintura amarela: ela torna nossa vida mais fácil, do mesmo modo que vg é um curinga pra neutralização, o amarelo é para tinturas fantasia. Especialmente em se tratando de verde, quanto mais você adicionar mais neon e aberto ele ficará. Se você tiver uma única tintura verde e uma amarela você faz o tom que quiser!

No caso de azul, idem: dependendo da proporção cria-se intermediários, que vão desde o próprio verde até combinações de azul esverdeado.
Pra vermelho ele fica laranja que também engloba diversos tons e assim vai...

Aqui já é ele puro, pra constratar com o verde limão:












O que eu retoquei: o amarelo, o azul que agora é o Iceberg da Manic Panic e o verde, que é o Green Envy, tambem deles.












E aqui, o que retoquei: o verde, que agora está Spring Green da Punky Colour e o azul, que é o Turquoise da Directions. 













A parte de trás nem mexi, o ultimo retoque foi més passado e assim ficou. 












A parte de trás presa: dos lados e embaixo todo loiro platinado (viu o efeito que faz?) e no topo um semi-arco-iris. 













Do outro lado, com a parte verde limão, rosa e azul turquesa.













Como fica visto de cima.

É isso! d:-)

Só pra deixar registrado, para quem não sabe ou está a procura de tinturas: sou revendedora da Candy Colors (dependendo algumas importadas consigo por encomenda) em Brasília, logo tendo interesse, querendo conhecer ou fazer alguma consulta é só entrar em contato que combinamos! ^^
djuli7@gmail.com

terça-feira, 3 de abril de 2012

Sobre o cronograma, produtos e mais

Seguinte: Me perguntam diariamente quais produtos eu uso e o que precisa pra manter o cabelo após tingido. Geralmente respondo que é questão de manutenção e cuidados, mas estes devem começar ainda após a descoloração.

Como já dizia um sábio: "Não deixe estragar pra começar a cuidar!".

A partir do momento que você faz alguma química no seu cabelo, isto é, o agride de alguma forma, é fundamental que não o espere cair, virar elástico ou ter um corte químico pra se preocupar.

Costumo focar mais nas tinturas e descoloração por serem processos que faço com frequência, então pra mim é mais fácil até pra montar tutoriais e especificar mais alguma questão que possa gerar dúvidas.
Vamos começar com o cronograma. Eu já comentei anteriormente que ele é uma tabelinha que auxilia nos tratamentos que devem ser mantidos após uma transformação qualquer, como descoloração, tintura, progressiva, relaxamento e por aí vai.
Ele é meio generico pra todos os tipos de cabelo, afinal todos tem basicamente a mesma estrutura interna e tals. O negócio é que ele deve ser encarado e usado como GUIA e não verdade absoluta.

O que isso quer dizer? Sim, hidratações são importantes. Nutrição idem, assim como reconstrução. Porém apenas um não resolve, elas precisam ser combinadas pra fazer efeito e manter o cabelo saudável. Do mesmo modo que todas ou qualquer uma delas em excesso também podem danificar a fibra.

Sei que parece chato e sofrido, mas é o tipo da coisa que você irá saber testando. O cronograma é uma ótima e existe para servir de base do que você irá montar pro seu próprio cabelo.
Como assim? Por exemplo, se você esta mantendo o ritmo, fazendo tudo direitinho mas acha que o cabelo está quebrando muito pode ser excesso de reconstrução (queratina). O que fazer pra resolver? Umectação e aumentar algumas doses de hidratação, que repõe água e deixa o cabelo mais maleável, ele vai cedendo aos poucos.

E a umectação, se é a primeira vez que você le esse termo: nada mais é que umedecer os fios com oleos vegetais antes das lavagens. Pode ser azeite, aqueles de lojinhas naturais, manteigas...Enfim, há bastante variedade no mercado (literalmente falando! dx-D), o que não entra como exemplo é reparador de pontas e produtos com petrolatum.

Agora, se o seu cabelo esta com aspecto chiclete, é justamente o contrario: falta de queratina e proteínas. O que não é aconselhável nesses casos: cauterização e selagem, que são processos cuja base é o calor. Secador nem é o maior problema se você for cuidadoso, usar protetor térmico e tiver paciência pra modelar os fios com uma escova apropriados. Não adianta nada pegar mecha por mecha da raiz, usar a força do atrito e encostar o bico no cabelo, ele esfarela na escova mesmo!
Chapinha é um problema, a não ser que você use com protetor térmico, aconselho a se despedir por uns tempos. É muito calor, este faz o fio dilatar e o que estava elástico simplesmente se rompe.

Logo, se você for acostumado a usar chapinha e quiser tingir/descolorir, duas coisas:
-Passe o minimo de vezes possível
-Nunca, jamais abandone o protetor.

Pra cabelos tingidos, idem! Quanto mais calor menos a cor dura. O raciocínio se mantem: fio dilata, fica poroso com mais facilidade e não segura a cor, INDEPENDENTE de ser a melhor tintura, na cor mais escura.

Ou seja: quanto mais você puder evitar o calor de modo geral, mais os cuidados fazem efeito e mais a cor dura.
Porque, meu caro leitor, querendo ou não: aquela escovinha é um efeito psicológico. Fica bom pela técnica usada pra secar os fios, pela fricção da escova, pelo modo como foi modelado.
Ela te engana naquele instante. O que também vale para tratamentos pós salão: se cabelo fica lindo quando voce sai, agora vai lavar em casa,...

Por mais que eu divida alguns segredos, ensine a limpar do modo mais ideal e perfeito possível, você e eu sabemos que a verdade esta um pouco mais alem. Pra saber o real estado do seu cabelo deixo-o secar natural.
E se você nao gostar do que ve é questão de avaliar o que precisa ser feito e tomar algumas atitudes. Nada mais comum!
O que não quer dizer que você precise manter a FORMA dele natural e se aceitar, por exemplo. Oras, se pra você é mais fácil mante-lo liso, deixo-o assim, desde que pra isso você seja precavido.

Meu problema é com gente que inventa de fazer progressiva, definitiva, permanente e escovas worldwide e fica usando Seda hidratação total achando que está cuidando muito bem.

E nisso entramos em outra questão: produtos.
Um caso sério desde sempre, ninguem sabe o que usar. Não os culpo, tem trocentas opções no mercado, como você vai saber?

Neste momento voce se baseia no cronograma. Então, precisamos necessariamente de um hidratante, um creme de nutrição e um reconstrutor.
O que costumo sugerir: intermediários. Pra hidratação, como são dobradas as aplicações e não adianta, a gente usa bem mais mesmo, o melhor que você faz é ter um baratinho de farmácia, tipo Bioextratus, Dove, Pantene e afins e um que seja melhor com custo médio. A não ser que voce possa investir mais um pouco, ai humildemente irei sugerir Morocanoil, Joico ou algum da linha Loreal e Tigi (particularmente acho subestimados e não dão resultado no meu, MAS...É interessante comentar, no seu pode ser a salvação).

Pra nutrição tem menos opções, então costuma ser mais fácil. Vai desde o ph4 da alfaparf ao creme nutritivo da amend. Bem, o ph4 vem meio kilo, talvez seja um bom investimento. Porém há o risco do seu cabelo simplesmente não aceitar e você sentir dependência da escova.
Sim, pode acontecer. No meu foi indiferente, eu quase não vi resultado e usei mais pra gastar. Talvez hoje, se eu experimentar novamente fique satisfeita.

E reconstrutor. Taí um produto no qual você deve investir, que deve ser o melhor que você puder comprar. Porque é ele que provavelmente irá salvar seu cabelo de um possível corte químico, que vai devolver a massa perdida e eliminará o efeito elástico.
Aqui há nomes que voce deve conhecer por indicação alheia: Kerastase Age Recharge, Affirm 5 in 1, Joico KPAK, Lanza, Keune...
Desses eu tenho o Age Recharge para momentos extremos (ele é absurdamente forte, o cabelo fica duro!), o Affirm 5 in 1 para pós descoloração, o KPAK pra manutenção mensal, um da Acquaflora basiquinho e o classico RMC da Amend.
Este, por mais que você use e não veja retorno, é bom ter. Ele é próprio pra reposição de massa pos-química, os efeitos são a longo prazo, porem não apenas recupera o dano como evita futuros.

Geralmente me perguntam se tenho algum truque ou segredo. Sem duvida, todos tem. O maior de todos sem duvida alguma é: manter.
Parece bobo e sei que não é simples no inicio, a gente fica bastante perdido e eu mesma demorei meses até estabilizar com os produtos e encontrar os que mais se adequavam, porém não desista.
Nunca. Comece no primeiro dia e não passe um posterior sequer em branco. Juro que vira rotina e a gente se acostuma. Sem falar que a maior parte dos cosméticos hoje tem efeito rápido, em 3 minutos já tá pronto.

Ninguém mencionou passar creme de madrugada e deixar o resto do dia com saco plastico...Nada disso! Essa época passou a tempos, até no salão uma lavagem não leva mais de 5 minutos. E não é economia ou desleixo, realmente não precisa.

Claro, o dia que você tiver mais tempo é super valido fazer uma reconstrução/nutrição mais completa, deixar na toca 15 minutos, fazer massagem e tals, usar um protetor e secar com secador...Coisas assim fazem diferença, mas não deve ser rotina, mesmo porque cremes que exigem tanto tempo de ação geralmente o indicado é que sejam usados a cada 15 dias, especialmente por conta da composição e dos ingredientes, costumam pesar mais e por isso não é necessária uma frequência maior.

E bem, é isso que fazemos pra manter as cores e o cabelo saudável mesmo apos descoloração e tinturas em geral. Sem maiores segredos, não esquecer um dia sequer.
d:-)