terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Umectação

Nem apenas de produtos profissionais vivem os cabelos. Conheci a técnica a pouco e posso afirmar que é ótima não apenas para hidratar, mas evitar ressecamento.

Neste post irei explicar como funciona como tratamento, já que anteriormente ensinei a função antes da descoloração.

Credito: comunidade Hidratação capilar.

um tratamento à base de óleos ou manteigas vegetais para hidratar e repor lipídios. Especialmente indicado para fios muito ressecados ou ate mesmo dependendo do caso, como reparador de pontas e finalizador.

Para fazer é simples, basta aplicar algum óleo ou manteiga vegetal (livre de óleo mineral) nos fios úmidos ou secos, especialmente nas pontas e/ou mechas mais ressecadas. Não há tempo de pausa específico. A técnica também pode ser usada antes de lavar os cabelos, para proteger os fios da agressão provocada pelo shampoo. ".

Há quem aplique o óleo, coloque a touca, deixe fazer efeito por 1h e lave em seguida.
Há quem aplique, espere alguns minutos e lave em seguida.

Enfim, minha dica é que você teste e compare o que dá menos trabalho e mais resultado! ^^
Se o seu cabelo estiver com as pontas MUITO ferradas, é uma boa usar como reparador. Lembre-se: não emplaste os fios, espalhe apenas algumas gotas entre os dedos e aplique SOMENTE nas pontas. 

Quando ao óleo, é fundamental que você se atente! Ele NÃO pode ter esses componentes na composição: Óleo mineral, parafina líquida, vaselina líquida, mineral oil, petrolatum, paraffinum liquidum.

Na duvida, visite uma loja de produtos naturais e procure por óleos vegetais, esses são a prova de erro!  
  
Quanto a frequência de uso: se o cabelo não ficar muito oleoso, pode ser usado até umas 2 vezes por semana. Não tem contra-indicação, depende da necessidade dos fios e do resultado que você espera ter.

d:-)

sábado, 20 de novembro de 2010

Tonners II

Bem, já comentei de Tonners por aqui, explicando a função, a diferença entre os que tinha disponível e ensinando a usar.

Neste post irei mostrar outras marcas e explorar um pouquinho mais a questão do pigmento.

São elas:










Punky Colour Platinium Blonde (que esta fechada!), Manic Panic amplified Virgen Sonow, Special Effects Mix Tonner e Directions silver (deixa o cabelo prata!).

Em relação ao pigmento: A Directions de longe é mais escura, dá pra comparar com a Wildflower, porem o creme é um pouco mais diluído.
A indicação?! Pra neutralizar laranja. Sinceramente, funciona bem melhor assim! O efeito prata dura tao pouco que não compensa adquirir pra isso. É mais vantagem ter para anular laranja/amarelado forte e resultar num cabelo branco.
Sem falar que se passar do ponto ou se a base não for apropriada, fica um roxo esquisito.
Dai com as lavagens ele vai desbotando e se consegue branco.

Na duvida, o que faz o mesmo efeito: suavizador com pigmento do wildflower ou um pouco de blue velvet da S.E, ou azul atlantic e roxfluor da Exotic.

O Virgen Snow foi uma novidade. Eu nunca tinha visto pra vender em lojas físicas, foi a primeira vez que comprei. O que me assustou é a diferença dele pro Mix Tonner! Ele faz o Mix parecer tinta azul...
A indicação!? Pra cabelos que já estejam brancos. Ele é fraco DEMAIS pra neutralizar qualquer amarelado, experiencia propria.  O resultado pra mim foi uma decepção. Eu não gostei e pretendo adicionar pigmento no meu tubo, pra ver se fica um pouco similar ao Mix Tonner.
A grande vantagem neste caso é que ele tem o mesmo componente das outras tintas, então eu posso criar um neutralizador personalizado.
O produto não se perde. Claro, pra quem não tem medo de adicionar pigmento.

O Mix Tonner é que eu uso normalmente, apesar de mais escuro pra um neutralizador de amarelado, não deixa o cabelo lilas ou roxo. Eu gosto bastante do tom de pigmentação, me baseio nele pra salvar os outros que não funcionam.
A indicação? Para cabelos levemente amarelados, com reflexo loiro. Ele NÃO neutraliza amarelo ovo nem tons mais intensos.










Aqui dá pra ver melhor a diferença: eles deveriam ter a MESMA função, que é anular tons amarelados. Porem como a pigmentação varia muito, isso acaba influenciando diretamente no resultado final.

-Quer neutralizar laranja? Silver da Directions.
-Quer neutralizar amarelado? Mix Tonner da S.E
-Quer manter o cabelo já branco? Virgen Snow da M.P.

E a Punky Colour ainda não usei. Como ela é prima da Directions e eu já use o Tonner deles, é uma segunda opção pra manutenção do branco.

Sim, os Tonners deveriam ser todos iguais, mas como podemos ver não há um padrão, então cada um tem uma função mais adequada pra um objetivo qualquer.

Para evitar aborrecimentos, se atente a porcentagem de pigmento. E não se preocupe, eles NÃO são escuros o suficiente pra manchar o cabelo, o pigmento dispersa nos fios. O máximo que pode acontecer é nada acontecer.

d:-)

Kits de Descolorantes

Como comentei anteriormente, tive acesso a alguns kits de descoloração de marcas de tintas.

Os kits são únicas unidades e não estão disponíveis, comprei pra teste, pra você saber que eles existem e conhecer o resultado.
São eles, da Manic Panic e Raw:













Comprei diferentes de proposito. Dizem que o da MP de 40v deixa o cabelo branco apenas com uma aplicação. Se os fios forem naturais até dá pra convencer, mas duvido que ele desbote um pigmento mais forte, como rosa, laranja e verde.

A diferença entre eles são alguns componentes: O da Manic Panic é um kit mais bonitinho, já o da Raw vem com um creme para neutralizar amarelado, o que sugere que a proposta deles é te fazer sair do banheiro platinada. Mesmo que a descoloração fique amarelada, no próprio kit já vem neutralizador.












O kit da Manic Panic!

Na teoria, é relativamente a mesma coisa: oxidante, descolorante, um pincel para fazer a mistura. Deixar nos fios o tempo indicado na embalagem para o objetivo, que varia de 15 minutos a 45 minutos.
É tudo muito explicado! Mesmo que a pessoa não tenha o conhecimento básico, ela pode tranquilamente comprar o kit e aplicar sozinha em casa, sem maiores dificuldades! d:-)










Kit da Raw











O neutralizador que vem com a Raw, nada mais que um creme violeta escuro (é bem similar a pigmentação da Loreal Silver).

E a comparação dos dois kits:











A diferença na pratica é só a oxigenada e o neutralizador da Raw. Ambos tem a mesma proposta e mesmos componentes. O da MP é mais simpático por ter mais acessórios, porem a Raw compensa incluindo o condicionador.

Assim que tiver a parte pratica volto pra contar os resultados! ^^

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Proximo post...

Passei um tempinho fora..Faz quase 1 semana que estou tentando montar esse post, mas o blog nao me deixa postar fotos! d:-/

O que dificulta demais neste caso, porque voltei com novidades: os kits de descoloraçao da Raw, da Manic Panic e o Tonner Virgin Snow.

Os kits ainda nao foram testados, nao deu tempo. E eu só consegui um de cada, tive medo de comprar mais e ser barrada, logo nem tenho como disponibilizar. Fica só pra voce conhecer e saber que nao é mito! haha

E o Virgin Snow...Testei apenas uma vez, na franja e nao gostei do resultado. Ta, honestamente, acho que ele nao fez nada, a pigmentaçao é fraca demais! Tentarei mais vezes, claro, mas acho que nem compensa anunciar. Especialmente sabendo que ele é tao dificil de dar certo.

Vou acabar colocando pigmentaçao extra...

No mais, tenho outros tres posts encaminhados: um sobre os kits, o outro especificando a diferença de todos os Tonners importados e um comentado de reparador de pontas.

Bem, vou montando e assim que ele me deixar publicar fotos libero! d:-)

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Tutorial- Do laranjado ao rosado

Alguns me pediram um tutorial explicando como deixar o cabelo branco. Outros me perguntam como faz pra mudar de cor e a maioria tem medo de descolorir por pensar que o dano não compensa.

Nesse post irei explorar:

-Soapcap
-Descoloração
-Neutralização de amarelado/laranja/verde
-Tintura

Irei viajar semana que vem e resolvi fazer a mudança no domingo que costuma ter mais tempo livre porque se desse algo errado teria tempo de arrumar.
Meu cabelo estava assim:














Na nuca um branco meio manchado de amarelo, com raiz.














Atras tava muito desbotado de Plum da Directions+roxofluor da Exotic. Algumas partes estavam meio brancas, outras cinza, outras amareladas. Só as pontas estavam um tom de roxo marromenos.

Pra tirar o excesso e deixar o mais claro possível, fiz um soapcap:














-Descolorante Igora de pó azul
-Oxigenada 30v da Amend
-Shampoo anti-residuos Acquaflora
-Óleo vegetal de abacate
-Um espelho
-Cumbuca e pincel

Porque oxigenada de 30v: eu queria o mais claro possível e sinceramente, tive medo que a de 20v na desse conta e me obrigasse a fazer o processo duas vezes. Porem como o cabelo já esta claro, não tinha necessidade de fazer uma descoloração, meu objetivo principal era deixar uniforme e clarear a raiz.
Logo, fiz um soapcap um pouco mais forte, pra garantir que teria um bom resultado.


A misturinha:
 











Proporções iguais de oxigenada e shampoo.





No final é pra ficar mais ou menos nessa consistência. Se tiver liquido demais, acrescenta-se mais descolorante. Se ficar muito pastoso, acrescenta-se shampoo.

Deixa a mistura, separa o cabelo e antes de passar nas mechas...














Aplique o óleo vegetal.
Você pode tanto passar no cabelo todo de uma vez ou aos poucos. Eu fiz por etapa porque acho que fica mais fácil pra prender.

Com o cabelo já "oleoso", comece a aplicar a misturinha..















Quando comecei a aplicar vi que o pó estava granuloso demais. Infelizmente é algo que acontece quando o produto é guardado muito tempo e tem a embalagem violada, como em grandes quantidades que a gente usa um pouco de cada vez e fica abrindo e fechado.
Funciona do mesmo jeito, porem influencia diretamente no resultado, ele parece ficar mais fraco. Sem falar é BEM ruim pra passar nos fios..d:-/

Enfim, gastei o que tinha, acabou nem rendendo tanto, como o pó fica grosso ele acaba simplesmente caindo, não tem aderência.
















Aqui dá pra ver melhor. Embaixo ficou um monte de "bolinhas".
Não passei o descolorante nas pontas propositalmente, a cor que irei aplicar ira cobrir, então não teve necessidade. Minha preocupação era igualar o tom em cima e clarear a raiz.
Mesmo que a cor seja escura é importante deixar a base uniforme, já que ela influencia diretamente no desbotamento.
A cor pode ate ser muito mais escura, mas nas lavagens vai ficando falha.
Logo, se você puder fazer o processo, o resultado dura bem mais.

E na frente!? Estava laranja desbotado em cima com raiz e embaixo estava loiro. Vamos por partes...














Dos lados esta tudo loiro, o problema é essa raiz. Então, faremos o retoque.
Retoque de raiz é literalmente isso ai: dividir as mechas e aplicar produto apenas na raiz.














Na frente, como ficou: a parte loira com descolorante apenas na raiz (ta pra ver umas mechas loiras ali isoladas) e a parte que estava laranja coberta pela misturinha.
Porque não tem a minima necessidade de aplicar nele todo.














De lado fica assim! Da pra ver bem que não apliquei nada alem de óleo na parte loira. Só tem descolorante onde quero clarear.

Pois bem...Deu a hora de fazer efeito e lavei com o Absolte Repair da Loreal.
Neste momento é fundamental que você escolha um shampoo bom e hidratante. O cabelo passou por uma agressão, antes eu lavava com anti-residuos mas fica uÓ! Seco demais, poroso demais. Não compensa. Dai mudei pra um hidratante e vi que de fato faz muita diferença.
O cabelo ja estará naturalmente ressecado, tendo tendencias a quebra. Pra que lavar com algo que vai piorar a situação?! Descolorante sai lavando, sendo insistente. Já que iremos lavar pelo menos duas vezes, que seja com algo que vai amenizar.

Lavei e sequei com secador. Não fiz escova pra não puxar as mechas, queria evitar ao máximo quebras, sequei usando os dedos mesmo.
Meu secador é de ions, logo eu penso que neste caso é muito melhor pros fios se eu usar uma ferramenta que auxilie no processo. 















Não fez tanta diferença na cor, a raiz clareou um pouco. Viu como pó granuloso influencia?! Deveria ter ficado quase branco. Pra mim é suficiente porque essa parte geralmente fica escondida, então eu realmente não precisava de uma raiz branca.
Esteticamente ficaria mais bonitinho. Logo, fuja de pó granuloso.














Atras ficou bem melhor. Ta praticamente branco. As pontas, como disse anteriormente, deixei de proposito. Se tivesse passado produto elas teriam clareado e ficaria tudo uniforme.














E a raiz ainda ficou escura considerando o platinado. Neste momento, dependendo da cor que você for aplicar, não fara diferença, ela ira cobrir.
Se o plano for um tom mais claro ou vermelho, laranja e verde, ai te indico a realmente fazer uma segunda descoloração.

No geral o cabelo sobreviveu! Repare que não ficou quebrado ou elástico...Sim, ele esta mais frágil, porem nada que uma reconstrução não resolva.















Agora...E esse laranja?! Cara, não dá...A não ser que eu reaplique o laranja, nenhuma cor ira cobrir isso ai sem manchar.
Pra mim ainda ta escuro demais pra tentar fazer neutralização, e o medo de piorar!?
Como o cabelo esta bonzinho e ainda aguenta um pouco mais, encarei uma descoloração!











Catei lá do fundo do armário um kit de descoloração que estava LACRADO, comprei ha uns 2 anos e nunca tive oportunidade de usar. Como só preciso pra parte de cima, é mais que o suficiente.











Como estava lacrado numa embalagem dupla-face, não vi a validade. Detalhes a parte...
Refleti antes de abrir. Admito que deu medo, mas pensei comigo mesma: "Qual o pior que pode acontecer? O cabelo virar borracha!".
Encarei do mesmo jeito...haha
Porque eu tava bem curiosa pra saber quais seriam as consequências. Obviamente não indico de jeito nenhum que você tente isso, eu só encarei porque alem de curiosa, tenho produtos aqui pra casos de emergência, profissionais que recuperam de verdade se for necessário.
Logo, só não iria resolver se o cabelo caísse!

Fiz o teste da mecha. Claro! Esperei uns 20 minutos, puxei e vi que tava intacto ainda. Pra ter certeza esperei mais os 40 minutos que se indica. Puxei de novo.
Nada. Só então que apliquei no resto, incluindo a raiz...











Eu só tive coragem de aplicar depois que fiz a misturinha e vi que o pó estava usável. Eu já tive experiencia com pó que foi oxidado/estragado e ele simplesmente não dissolve na oxigenada, vira agua! Quando vi que a mistura estava com aspecto normal que tive a confiança do teste. Senão nem teria como passar no cabelo.

Enquanto isso...Que tal focar na parte branca? Pra isso usamos o Tonner!











Esses dias fui ver meu estoque e percebi que o Tonner da Directions perdeu pigmento. Ele era parecido com o da S.E, porem virou um creme branco. O lilas estava tao fraco, mas tao fraco, que não faria efeito nenhum.
Faz o Tonnet da S.E parecer tinta lilas.

Não teve jeito, eu tinha duas opções: ou desprezava de vez o Tonner ou faria reposição de pigmento. A maioria das pessoas morre de medo da segunda opção, seja porque acha que a tinta vai estragar ou não tem noção da proporção e coloca demais.

Aqui eu tenho tres opções: ou adicionar o Fan (pigmento alemao que ganhei da Ericka! d:-D), ou adicionar vg ou usar pigmento de tinta roxa mesmo.
Resolvi usar o Fan porque ele tava quase novo e tem marcador na embalagem.











Nunca, jamais despeje a pigmentação dentro do potinho. Com vg o que aconselho é usar conta-gotas. Com tinta, use a marca de um dedo.
Acrescente as poucos e mexa com uma espatula. Viu que ainda ta muito claro? Adicione mais um pouco...Faça o processo ate ficar um tom médio de lilas.











A tinta não vai estragar. Não tem como, isso nada mais é que um creme com aditivos para fixação do pigmento que sera colocado posteriormente.
Logo, na pratica, estou fazendo meu próprio Tonner. É essa a função do suavizador, ele tem os mesmos componentes da tinta, só não tem o pigmento.
Ou seja: o suavizador nada mais é que a base da tinta. A enorme vantagem é que te permite criar a própria cor.
Foi o que aconteceu, o pigmento dispersou e eu ganhei um suavizador da Directions!











Na luz natural. Tom praticamente idêntico. Posso ate misturar os dois se quiser, não fara diferença.
E agora é aplicar no cabelo, como se estivesse lavando com shampoo.
Coloca um punhado na mão e enluva os fios, de cima pra baixo. E deixa ele lá, ate o momento de lavar tudo.













Enquanto isso, lavei a parte laranja, na pia mesmo. E ainda tenho cabelo! haha
A parte mais curiosa pra mim é que clareou demais, fez muito mais efeito que o Igora. Vai entender...
Moral: descolorante vencido não tem TANTO problema, desde que esteja lacrado. Obvio, evite.

As pontas ficaram um pouco quebradas, a cor abriu bastante e agora ja dá pra aplicar quase qualquer cor.
No caso se ser uma muito clara que não vá cobrir, é só neutralizar o laranja.

Essa parte "preta" da frente é o cabelo enrolado, que esta com Tonner. Repare que ainda tem um pouco de verde ali na mecha da frente.











A cor que eu queria passar cobria, logo apliquei direto a tinta, peguei aquela mecha verde e coloquei com as que estão com Tonner. O objetivo era não tirar o verde, mas deixar a parte amarelada branca.












Essa parte toda de lado ate embaixo presa esta com Tonner, ficara branca. As mechas que a luva esta segurando serão de outra cor. Logo em seguida ja apliquei a tinta, aí é só pra mostrar como faço a separação pro efeito que quero ter.

Enfim, lavei o excesso APENAS com agua morna, comecei da parte mais escura e deixei o cabelo preso com Tonner. Fui lavando em ordem de cor, das mais escuras para as mais claras. Porque pra mim foi mais fácil, a parte escura ficou em cima e não caiu agua no restante, que estava preso e praticamente impermeável de Tonner.
Só depois que todo o excesso de cima saiu enxaguei a parte branca.

Como o cabelo passou por alguns processos que costumam causar danos, fiz uma hidratação rápida com o Force Vector, da Loreal. Porque farei progressiva esses dias e não faz sentido aplicar um creme com queratina.
Ele já é um creme para cabelos frágeis, mesmo não dando tao certo comigo (achei que deixa ao cabelo meio oleoso), pra isso é perfeito, afinal meu cabelo ficou ressecado e eu usei secador.

No final, o resultado foi esse:













Parte da nuca, branco com a raiz castanho media.













As mechas da frente, incluindo a que estava verde desbotado: branco. Sim, o Tonner conseguiu deixar aquela mecha que estava manchada de verde branco. Nem eu tenho explicação logica pra isso! haha

*Lembrando que não faço NENHUMA edição na foto, elas são toscas pra você ver que não são modificadas.










Toda a parte da frente e de lado branca. Isso SÓ com Tonner!












Efeito de lado e atras...Tudo feito com Tonner.













Atras, quadro geral: Deep Purple da Raw e de lado o lilas é Vicious Violet, também da Raw. Ai esta no sol e ficou mais aberto, ele é mais escuro na pratica, praticamente idêntico ao da S.E.
Poderia ter aplicado direto por ser escuro?! Sim, mas ia desbotar manchado, com uns 15 dias já iria precisar de retoque.














De lado, a Vicious Violet e as partes brancas. Repare que ela é praticamente lilas, iria virar um cor diferente por cima do laranja. Ficou um pouco mais clara na raiz, mas a diferença é tao boba que nem chega a ser degrade.













A parte de lado, por baixo do Vicious. Algumas poucas mechas ainda ficaram amareladas, mas isso se fizer neutralização com azul sai.

Pra lavar é do jeito que já comentei aqui: passar shampoo sem esfregar, de cima pra baixo, como se penteasse o cabelo. Assim sai o excesso de tinta e não mancha.
No começo eu indico que se lave separado a parte mais escura só por garantia.


Comentários finais:

-Entendeu porque o óleo vegetal é importante? Ele evita demais o ressecamento, protege demais e não interfere no resultado final. Compensa ter um pouco mais de trabalho.
-Eu tive sorte do cabelo atras já estar bem claro. Usei o roxo de proposito, ele desbota e vai anulando o amarelado, logo a decapagem sai pronta.
Só fiz o processo pra deixar a cor uniforme (a foto não mostra tanto, ele tava bem manchado!), mesmo que depois fosse aplicar uma parecida e mais escura.
-Por mais que pareça, são tons de roxo diferentes. O Deep Purple é bem mais escuro que o roxofluor e como eu comentei, poderia ter aplico direto que iria cobrir o anterior.
Porem, com certeza iria desbotar manchado. E dai ia dar mais trabalho depois pra retocar.
Logo, se você puder "limpar" os fios, mesmo que a cor seja similar, faça-o! Isso mantem a tinta mais tempo.
-Não precisa ter medo de recolocar pigmentação no Tonner, ele nada mais é que o creme base da tinta sem o colorido.
Logo, quando eu digo que faço e prefiro, não tenha medo, não fique inseguro. Dá certo! O negocio é saber a proporção.
-Após a descoloração, de preferencia a um shampoo hidratante.
-Após aplicar a tinta, hidrate com um creme bom, de ph baixo.
-Neutralizar é uma facilidade enorme, porem tem limites. Se a cor tiver muito intensa repita a decapagem, do contrario há risco de manchas.
-Descoloração detona sim, se não for feita da maneira correta e não tiver cuidados depois.  Manutenção é tudo. E não adianta simplesmente entupir de creme e fazer tempo de pausa, é preciso escolher bem os produtos e usa-los na ordem apropriada.

Ficando alguma duvida, é só entrar em contato! ^^

Quanto as tintas: A Vicious Violet esta fora de circulação, porem ela é similar a Cerise da Directions, a Virgin Rose da S.E e a Rosa Sakura da Exotic.
E a Deep Purple tem disponível da Raw e da S.E.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Tecnica de neutralizaçao

Esses dias fui tentar uma misturinha no cabelo da mamãe. O objetivo era branco pra cinza a partir do 11.20 (que é loiro claríssimo).
Pois bem...Usei uma técnica que aprendi no curso de colorimetria corretiva (fail, by the way) e a boa noticia é que como errei (hahuahuahua) tive que fazer na marra a correção por conta Propriá.
A misturinha consiste em 9.1 (que é loiro médio, cor que eu não tinha disponível)+mix azul+mix verde+mix roxo na mesma proporção, assim as cores se anulam e teoricamente tem-se o branco.

Aiai...Sabe, no curso eu tive que aprender a trabalhar com tintas profissionais, porque são cores naturais, é o que deixa o publico geral mais seguro. Acontece que meu negocio são cores fantasia. É o que uso, é o que vendo, é o que poucos sabem fazer. Admito ainda apanhar com cores naturais, o resultado delas varia de acordo com o fundo de clareamento, com a base, com o oxidante.
Enfim, apanho mas uso do mesmo jeito porque a vida é assim. Vai chegar num momento que não irei mais errar, ate lá aprendo e sei o que fazer pro processo dar certo.
Fiz a misturinha. A tinta ficou verde. Fiquei com medo e acrescentei mais uma medida de roxo. Continuou verde. Paciência, apliquei assim mesmo...
Como era minha mãe, ela mesma disse que não tinha problema se desse erro, porque "Melhor ser comigo do que num salão chique com uma desconhecida dando chilique".
De fato. Deu o tempo e ficou um branco esverdeado.

Bem, eu uso tinta fantasia verde. E meu conceito de verde fantasia pra um loiro com reflexo verde é diferente, logo eu sei o que é o cabelo literalmente ficar VERDE.
Ela achou verde demais. Compreensível. 
Dai ela cismou em fazer decapagem, MESMO eu falando que não ia resolver. Porque decapagem retira o excesso de pigmento, ela não tinha pigmento algum, apenas um reflexo verde. 
O máximo que ia acontecer era clarear o verde.

Decapei por insistência. Ficou verde mais claro! 
A segunda solução era neutralizar. Resolve, mas a neutralização costuma resultar numa cor que a pessoa não quer ter. Neste caso, dourado. 

Paciência. Lá fomos nós...Na duvida usei o mix vermelho da Igora, 0/88.
Sim, eu tenho um estoque de tinta fantasia vermelha, mas não sabia o tom que deveria ser usado. Na duvida foram 20 reais que eu gostei de gastar porque é um mix profissional, eu sei que resolve.  Pra roxo e azul é fantasia mesmo, uso inclusive no meu pra manter o branco e tem dado certo há mais de 3 anos.

Agora, o processo em si é chatinho, mas dá certo. 
O que você precisa: shampoo (branco ou transparente) e o mix.
Neste caso, vermelho anula verde, então fiz uma misturinha de shampoo e mix vermelho.
Porque branco ou transparente: pra você ver a proporção de pigmento e não colocar em excesso. 

Funciona também com roxo pra anular amarelado, azul para neutralizar laranja e verde pra neutralizar vermelho.

Misturinha: faça uma especie de pasta com o shampoo e o mix (ou tinta fantasia. whatever, o importante é ser pigmentação!!) na cumbuca. 
Coloque medidas pequenas, tipo 2cm de pigmento e vá acrescentando o shampoo. A cor NÃO deve ficar escura, pra se ter uma ideia o meu ficou um vermelho rosado médio.

Deu duvida? Teste da mecha. Eu não tinha muita noção da cor que deveria ficar e apliquei no cabelo MOLHADO (afinal é shampoo!), esfreguei numa mecha por alguns instantes e enxaguei.
Viu que neutralizou? É essa a cor, faça no resto.
Viu que não fez muita coisa? Acrescente um pouco mais de pigmento, questão de 1 cm. Faça de novo o teste e espere o resultado.

Tem que ser aos poucos, mecha por mecha, aplicando shampoo e esfregando/massageando com os dedos.
Porque não pode simplesmente aplicar e deixar: Ha o risco de chumbar e colorir ao invez de neutralizar. 
No geral é rápido, no lavatório em 5 minutos você faz o cabelo todo.
Lembrando que esse processo é indicado quando: o cabelo loiro ganha reflexo verde, amarelo ovo de descoloração ou alaranjado. Ou seja: correção de pigmentos indesejados! d:-)



quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Alisamento x Relaxamento

Montei esse material para o curso, é um resumo de como os processos são feitos e os principais ativos.

-->
Quando se quer eliminar temporariamente os cachos dos cabelos, o alisamento é a melhor opção. O alisamento químico dura mais tempo e exige maiores cuidados. Os componentes químicos, formulados à base de hidróxido de sódio ou tioglicolato de amônia, precisam ser aplicados com muito cuidado para não danificar os fios, do contrario pode-se carretar em problemas de crescimento e quebra./. Nesse processo, é recomendável não escovar os cabelos durante pelo menos três dias. 

Se o que se quer é apenas diminuir o volume do seu cabelo, soltar um pouco os cachos e ganhar movimento deve-se optar pelo relaxamento. O processo é idêntico ao do alisamento químico e é feito com os mesmos produtos. A diferença é que o tempo de ação dos produtos nos cabelos é reduzido pela metade, o que torna o processo menos agressivo aos fios, além de resultar numa aparência mais natural. 

O relaxamento exige retoques a cada 45 ou 60 dias e deve ser feito apenas na raiz para não ressecar ainda mais os fios. Ele não é indicado para cabelos tingidos ou descoloridos. Embora os produtos utilizados no alisamento e no relaxamento sejam bem menos agressivos aos cabelos do que eram antigamente, redobre os cuidados na hora de escolher o profissional que irá aplicá-los e observe os seguintes cuidados.

Mesmo que não seja indicado, não quer dizer que seja proibido, afinal cada cabelo é um caso pela forma como é tratado diariamente e os produtos que são usados. A indicação é o teste da mecha, independente da quimica ser compatível ou do historico capilar.

Produtos usados:
-->
Atua quebrando as ligações das moléculas capilares, deixando-as em uma nova posição e modificando o formato dos cabelos.

- Hidróxido de Sódio: Age no fio do cabelo, transformando as ligações dissulfídicas da cistina em ligações de lantiolina. Essa classe de produtos, na maioria das vezes, não apresenta odor forte e não requer neutralização. O hidróxido de sódio é compatível com ele mesmo e com outros produtos à base de hidróxido de magnésio e cálcio. Como pertence à mesma família de hidróxidos, sua compatibilidade com outros tipos de hidróxidos deve ser feita mediante avaliação do estado dos fios. São produtos alcalinos, pH 13, e uma lixívia cáustica que pode danificar os cabelos, produzindo queimaduras no couro cabeludo e até mesmo cegueira, caso atinja os olhos. São restritos ao uso por profissionais; produz um alisamento químico permanente e de eficiência máxima.
 
-->
- Tioglicolato de Amônia: Apresentam um pH alcalino, que remove o sebo protetor, facilitando a sua penetração nos fios. Devem ser aplicados sobre os cabelos úmidos, permanecendo de 15 a 20 minutos. Esticam-se os fios com o pente, aplica-se um neutralizador para refazer as pontas em sua nova configuração. O Tioglicolato de Amônia apresenta um forte odor de amônia e também pode irritar a pele. Este produto produz um alisamento químico permanente e de eficiência moderada.

. Produtos formulados com Tioglicolato de Amônia são incompatíveis com Hidróxido de Sódio. 

-->
- Hidróxido de Guanidina: São conhecidos como produtos sem lixívia. Essa substância também possui um pH alcalino, sem odor, sendo mais eficiente que o Hidróxido de Sódio e menos agressivo à pele. Necessita de um neutralizador ácido. O Hidróxido de Guanidina é composta por 2 ingredientes: Hidróxido de Cálcio e Carbonato de Guanidina - misturados na hora da aplicação.

-->
- Hidróxido de potássio: possui características que provocam maior irritação no couro cabeludo. Portanto, os produtos que contêm os mesmos, não devem entrar em contato com a pele. Sua ação é rápida e eficaz, mas poderá causar destruição da fibra capilar (a queda de cabelo instantânea), se deixado por período prolongado de exposição.

 
-->
- Hidróxido de Cálcio + Iminouréia: Não possui cheiro e nem necessita de neutralização. Deve-se utilizar uma mistura preparada na hora, de magnésio e cálcio + iminouréia. Utiliza-se xampu indicador de resíduo. Este princípio ativo limpa os fios e mostra, através de uma espuma colorida (geralmente rosa), se ainda há algum resíduo de química nos cabelos. É compatível com ele mesmo e com hidróxido de sódio. Também exige uma avaliação do estado dos fios no caso de troca de química.

Alisamentos nada mais são que uso de produtos para quebrar a estrutura quimica do fio permitindo que este seja modelado e se mantenha na forma desejada.
Qual o problema: os cuidados e a troca de ativos.

A pessoa tende a achar que uma transformação quimica resolveu o problema. E sim, de fato, facilita demais sua vida no geral, mas não te isenta dos cuidados básicos, especialmente porque cabelo cresce. 
A coisa mais comum é ver cabelos alisados com as pontas mastigadas ou a raiz colada na cabeça. A impressão que temos é que a pessoa tem medo de pentear, achando que vai sair o efeito.

Conselho de amiga: se as pontas estão detonadas, CORTE! Pelo simples fato de que é inútil mante-las la, elas não irão melhorar, são uma parte morta do cabelo.
Quanto a raiz colada, é coisa de cabelo sujo. Pode ate deixar secar assim, mas logo em seguida penteie pra trás, de preferencia com uma escova, para incentivar a circulação do sangue.

A troca de ativos causa processos judiciais. Infelizmente ainda há uma parcela que não tem o costume do teste da mecha e aplica todo o produto de uma vez.  É algo que não indico nem se for o mesmo produto, menos ainda outro fabricante.
Já presenciei raiz do cabelo pegar fogo por uma quimica anterior que era incompatível com a que a cliente queria. 
Logo, não troque de uma vez. Faça o teste da mecha e analise a compatibilidade. Estando tudo certo não aplique em tudo, apenas na parte que precisa ser retocada. Vá fazendo a mudança gradativamente.
Mesmo porque não ha a minima necessidade de ficar alisando o que ainda tem produto ativo.

Cuide-se! Não ha problema algum no alisamento desde que feito com alguém que realmente domine as técnicas e a maneira de aplicação.
Nunca, jamais, compre aqueles de loja especializada e faça em casa se você não for acostumado e não tiver segurança. 
d:-)




sábado, 18 de setembro de 2010

404

Meu acesso esta limitado esses dias, deu pála na rede e ta complicao fazer pesquisa...d:-/
Voltarei em breve, assim que a conexao estabilizar! ^^

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Colorimetria basica II

Lembra da Estrela?
Pois então, iremos desenvolver o assunto!

A parte mais legal de saber colorimetria é que não necessariamente você precisa despigmentar a cor para aplicar outra.
Dependendo do resultado final você pode conseguir com outra!

Por exemplo: Para tons loiros já sabemos que a dica é ter tinta azul puro e roxo em casa, para neutralizar amarelado e laranja.
Mas e quando se trata de tinta fantasia?

Para se ter uma ideia, eu estava assim ate ontem:













Blue velvet, Vicious violet, amarelo, Spring Green, Verde Marine, Turquesa, Coral red.

Enjoei. O amarelo ficou feioso, algumas cores desbotaram e eu cansei de manter. Porem, fiz progressiva e retoquei as mechas semana passada, foi questão de 4 ou 6 lavagens.
Não faz sentido descolorir se fiz um tratamento ha algumas lavagens, certo? Só iria anular o processo anterior e testar a paciência.

A minha sorte neste caso é que são cores relativamente claras, facilitou bastante a mudança. E enfim, cismei que queria ficar ruiva. Não totalmente, mas aumentar a quantidade de mechas que já tenho.
Separei as mechas mais claras possíveis e as que estavam muito mais escuras resolvi aplicar um pouco de preto, só pra ver como ficaria.

O resultado AINDA não é o ideal, mas neutralizou:














A franja eu mantive verde e irei esperar desbotar um pouco mais. Do contrario ha um risco grande dessa parte ficar marrom e manchar tudo.
Passei Coral Red em praticamente toda aquela parte da frente, nos dois lados só sobrou um dedo de mecha lilas, que foi onde testei o preto e guess what: NÃO PEGOU! hahaha
O resultado é essa mecha azul marinho estranha e uma parcela sobrevivente de lilas. Na pratica nem faz diferença se prender ou pentear pro outro lado, aparece tudo ruivo. Coloquei ela ai pra mostrar que foi uma parte muito fina (tao fina que você ve por baixo que ta vermelho) e que tinta preta não é sinônimo de eternidade.

Especialmente em cabelo descolorido. Para colorimetria não é apenas o fundo estar claro e sim os pigmentos base que irão segurar a tinta e ajuda-la a fixar nos fios. Por exemplo: vermelho.
Por isso as vezes a cor não pega. É como se o cabelo fosse um pedaço de plastico que é pintado com canetinha. O pigmento ajuda porque ele é menor, é uma especie de liga que fixa nos fios e se adere a outros mais grossos, no caso o castanho escuro. Então, sem ele não adianta se o pigmento for granuloso demais, você pode aplicar a tinta diariamente que não vai fixar.
E por isso que preto azulado é uma cor tao difícil de tirar: ele nada mais é que castanho escuro com mix vermelho e tons azuis. Ou um azul tao escuro que tem castanho avermelhado.
Ele é praticamente tres cores em um tubo.

O que eu quero dizer: fiz mechas pretas no meu cabelo, que é descolorido e tem pigmentação PURA lilas e não pegou. Pra mim era obvio, eu sabia que ia acontecer, fiz de teste.
Mas eu queria TE mostrar. Não é porque a cor é escura que ela ira NECESSARIAMENTE cobrir outra.
Especialmente se for descolorido ou se for loiro natural, por exemplo, que NÃO TEM pigmentação pra segurar tons escuros.

Logo, não é porque é loiro que pode aplicar qualquer tinta e vai ficar eternamente...Se o profissional não souber disso, o pigmento sai na primeira lavagem.

Porque é legal saber ou ter noção da Estrela: pra ter a tinta em casa e saber corrigir erros.
Exemplo:

-Azul e roxo neutralizam laranja e amarelado. Funciona também com tinta fantasia, logo se você usa Alfaparf, Igora, Loreal ou alguma tinta profissional loira, tenha essas fantasia em casa. A dica é misturar 1 dedo de pigmento na cumbuca.
Faz diferença! Ele vai neutralizar e corrigir manchas.

-Vermelho: Pra quem gosta de manter preto, pra banho de brilho em cabelos já vermelhos ou para neutralizar verde, que costuma acontecer em tons loiros e marrons, é o que causa as mechas. Não vá aplicar a tinta diretamente, é um dedo da medida que sai do tubo para uma cumbuca de tinta.

-Tinta cinza! Essa é a coisa linda da vida: um dedo de verde, azul e lilas na tinta loira.

E no geral, as possibilidades:

-Cabelo vermelho+tinta azul= roxo
-Cabelo laranja+tinta azul= desbotamento cinza
-Cabelo verde +laranja= ruivo/vermelho
-Cabelo amarelo+lilas= rosa
-Cabelo rosa+laranja= um intermediário.
-Cabelo verde+azul= Se forem tons claros, resulta numa especie de turquesa. Se forem cores escuras é possível que fique um azul quase preto.
-Cabelo roxo+azul= azul escuro

A dica: tenha sempre pelo menos as cores primarias, elas ajudam a corrigir manchas e dependendo da cor dos fios, se você quiser mudar, nem precisa descolorir ou sequer decapar, é só aplicar direto!

Eu tive sorte, mas se quisesse tudo azul por exemplo, era só aplicar direto. Inclusive do verde, ele iria cobrir lindamente e desbotado ainda ficaria cinza! \o
Foi o caso antes de retocar. Apliquei Eletric Blue e toda parte da frente, passei tinta super clareadora e meu cabelo ficou praticamente branco, tanto que pude passar amarelo! ^^
Ou seja: deixei de descolorir, neutralizei o que tava manchado. Só passei tinta pra ele desbotar.

Porque em boa parte das vezes não tem a menor necessidade de tirar a cor, é só aplicar outra que ela já resolve! ^^

domingo, 5 de setembro de 2010

A feira e todo o resto

Demorei pra postar. E peço desculpas, a verdade é que me decepcionei um pouco e queria esperar ate organizar as ideias.

A Beauty fair nada mais é que uma feira com stands de marcas. Particularmente achei bem fraquinha, ao meu ver a Hair Brasil tinha muito mais variaçao e eventos simultaneos.
Bem, funciona assim: ha varios stands que sao apenas vitrines com alguns representantes da marca, a maioria deles inclusive voltados para a area de negocios. Ou seja: nao é para os cabelereiros, que trabalham diretamente com os produtos e sim para quem esta disposto a investir na marca.

Ha tambem aqueles stands que tem praticamente toda a linha de produtos, porem nada é compravel, apenas exposiçao e demonstraçao. Se voce quiser adquirir precisa conversa com um representante da loja.
E para finalizar, ha os stands das lojas, que se promovem na feira. Exemplo é a Ikesaki, que leva o estoque das tres lojas e monta um espaço de vendas.
*Top professional (que nem tem tanta opçao, em qualquer loja de cabelereiro voce encontra!), moveis e publico em geral, que sao as marcas mais populares, como Niely, Novex, Acquaflora, Amend...

Os cursos. Tem bastante opçao, desde Congressos para esteticista e manicure, cursos para grupos de representantes da marcas na Ikesaki ate workshop de cabelereiro, que foi o que me atrevi a fazer! haha
O de colorimetria compensou, porem achei um pouco basico demais. Aprendi, claro, sempre se aproveita algo. Serviu principalmente pra eu perceber que gosto disso de verdade e sem duvida é uma area que irei aprofundar sempre que tiver oportunidade.
Agora o de corte...Ahnnnn!! Me inscrevi pra "cortes rapidos e modernos em alguns minutos" e na hora simplesmente mudaram o tema, transformaram num curso de penteado a partir de cortes modernos, eu cheguei atrasada por conta do transito e só soube porque um colega mencionou pro outro. 
Geral gostou e concordou, eu odiei.
Primeiro porque eu paguei por cortes! Se eu quisesse um curso de penteado teria me inscrito num desses.
Segundo que eu nao gosto de penteado...d:-P
Nao deu outra: por desencargo assisti 3 horas seguidas de penteado e um unico corte. Ódio! d:-/
Falaram que teve dois cortes. Ou seja...Meh.

Reclamar!? Nao adianta, o evento estava bagunçado. Chegando fui na secretaria me orientar e pegar o mapa, estava escrito na minha inscriçao que eu deveria passar lá pra me informar dos locais.
Ninguem sabia, só apos perguntar pra quarta pessoa descobri onde eram os auditorios.
Ate entao eu ja tinha entrado na feira, andando tudo, perguntado la dentro...

Decepçao. Os outros nao posso falar, mas o de colorimetria poderia ter sido mais avançado e esse de penteado só nao foi perda total porque mesmo nao gostando acabei aprendendo! hahaha
A entrada era cara, tinha muita fila pra tudo, tinham seguranças em diversos stands barrando a entrada porque só podiam vips (leia-se famosos convidados), a comida com porçoes pequenas e ceus, muito, MUITO cara (a agua chegava a 4.00 em alguns stands), tudo cheio, nao dava pra andar em alguns setores e uma reclamaçao que ouvi demais: amostra gratis limitada.
Pra quem foi visitar a feira eles entregavam sacolas enormes de papel (tipo aquelas da Victoria Secrets) com um papel de propaganda dentro (!?!?) e pra quem comprava um determinado valor ganhava de presente um sache qualquer de algum produto. Dizem que alguns stands de unhas estavam distribuindo kits de esmalte e uma marca em particular (que aghora nao me recordo, dammit!) tinha uma especie de roleta, que a pessoa girava e ganhava um esmalte do tipo escolhido.
A Acquaflora foi a unica empresa que vi distribuir amostra sem economia, ganhei uns 4 saches de creme corporal e uma escovinha com espelho.

Em relaçao a cabelo, achei fraco...d:-/ A Hair Brasil estava mais completa, com mais novidades.
Nao me atentei pra estetica mas vi que tinha bastante coisa. Pra quem curte cuidados com unhas tambem tinha muita opçao, e sempre tudo cheio.

Bem, eu só iria de novo pra fazer curso, nao compensa viajar só pra visitar a feira.
É cansativo demais! d:-/

No geral, aprendi a fazer penteado (hahuauhauha), um corte e neutralizar laranja, fazer tinta cinza, entre outras facilidades!
d:-)
Experiencia é sempre bom! Afinal nesse meio somos eternos estudantes, nao dá pra ficar parado...^^

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

Ampolas!

Todos conhecem, poucos usam. Tantas opções disponíveis confundem, especialmente porque não ha manual de instrução! Logo, você compra o produto e não sabe usar, afinal eles não te dizem como deve ser aplicado.

Já apanhei demais. Meu cabelo já ficou duro, oleoso demais, não secava...Já enxaguei o que é leave in, já deixei nos fios o que era pra ser enxaguado...Já usei antes de creme o que era finalizador.
Como saber!? A maioria das ampolas são para uso profissional, logo supõe-se que quem trabalha na areá conhece cada uma e sabe usar. Porem elas são vendidas em qualquer loja de cosméticos.
Ou seja: quem mais usa não é profissional! O vendedor da loja pode ate ser, mas ele apenas explica como é a aplicação. O que nos leva a separar as mais encontradas e tentar explorar um pouco mais o assunto. Mesmo que eu não possa aplicar pra você, ao menos ha uma base minima para evitar erros.

E assim você só adquire o que sabe que precisa.

Pra começar, passe longe de ampolas de farmácia. Elas não fazem mal, mas também não ajuda. A grande maioria é óleo mineral com pigmento. E vamos combinar, se for pra passar óleo, que seja o de amêndoas que vende nas lojas de produtos naturais.

As ampolas geralmente fazem parte de uma linha de produtos, elas entram como pré-finalizador, antes do condicionador. Cara, isso que lasca a gente.
Porque olha só: quem é que vai investir numa linha de 4, 5 produtos pra testar uma única ampola de 10ml!? Há diversas opções no mercado que dizem só funcionar se você fez um pre tratamento antes, do contrario o efeito não chega nem perto ao prometido. Um exemplo: A ciment da Kerastase.
Particularmente nunca testei, ela é um exemplo extremo e a ampola mais cara do mercado, esta na faixa de 80.00 a 100.00.

Ou seja: simplesmente não compensa investir 100.00 em uma ampola que não funciona sozinha.
Se eu tivesse acesso a toda linha com certeza iria fazer o investimento feliz, porem é um caso a parte.

Vamos as opções acessíveis que funcionam!?

-Power Repair B












O que diz a marca: Concentrado reestruturante unidose para cabelos muito danificados. Ação reparadora para fechar as escamas do cabelo e protegê-lo das agressões externas.

Qual é o ativo: Néofibrine, recarga de ceramida bio-mimétric para reforçar a coesão do cimento intercelular.

Como é que se usa: Com o bico aplicador, aplique mecha a mecha em cabelos lavados e enxutos. Massageie. Deixe em pausa de 2 a 3 minutos Enxague cuidadosamente e, em seguida, proceda ao penteado habitual. Dica: o produto pode ser aplicado no dia da coloração ou permanente, após trabalhos técnicos.


Conclusão: É uma ampola de nutrição, tem como objetivo deixar o cabelo hidratado e é de enxague.

O que ninguém fala: Essa ampola é da linha Absolut repair e tem um resultado a nível de cauterização molecular se usado de forma completa, em ordem.











 O que você faz em um passo a Loreal te sugere que você os siga em 6 etapas. Se você usou sozinho e gostou apos o shampoo, imagine se tivesse a linha inteira disponível!?
Conselho!? Tenha pelo menos a mascara.

-Power Density











O que diz a marca: Tratamento Redensificante Intenso. A fusão instantânea do Ômega 6 e dos Polifenóis associados a um concentrado de tratamento para redensificar os cabelos. Para cabelos finos, fracos, sem vida e com falta de densidade.

Qual é o ativo:
Tratamento Unidose composto por 2 ativos (Ômega 6 + Polifenóis) que permanecem intactos até o momento da mistura.
Tecnologia Ômega 6 - Polifenóis (Extrato de Chá Verde)Enriquecido com Ômega 6 e Ceramida que se depositam na fibra para dar matéria e com polifenóis, poderosos antioxidantes, para combater o aparecimento de radicais livres que enfraquecem a estrutura capilar. A fibra fica protegida e o cabelo mais denso.

Como é que usa:
1) Os dois ativos (Ômega 6 + Polifenóis) permanecem intactos até o momento da mistura.
2) Desenrosque e retire a tampa do frasco para libertar a fase de Polifenóis e deixá-la escorrer para a parte inferior do frasco.
3) Enrosque o aplicador vaporizador no frasco.
4) Agite bem para misturar as duas fases de forma homogênea.
5) Vaporize sobre cabelos lavados e enxutos, mecha a mecha, e massageie. Deixe atuar durante 2 a 3 minutos. Enxágue cuidadosamente e, em seguida, proceda ao penteado habitual.

Conclusão: É um repositor de massa, ele reconstrói a fibra do cabelo e dá volume.

O que ninguém fala: Como assim vaporizador?! Você vem me dizer que uma ampola que vende em qualquer loja de cosméticos exige o auxilio de um vaporizador pra fazer efeito?!
Comprei quatro dessas. Achei lindo na época e ninguém me disse como usa. Apliquei igualzinho o Power repair B. Não vi graça. Alias, não fez nada.
Logico.

Essa ampola faz parte da linha Age Desinforce, para cabelos finos.

-Ampola Renew C














O que diz a marca: É um tratamento reparador profundo para cabelos muito sensibilizados e quimicamente tratados. O cabelo fica visivelmente mais forte e rejuvenescido, suave e brilhante.   

Qual é o ativo: Seu princípio ativo AHA Lipid Guard penetra no coração da fibra e reconstrói duradouramente as pontes internas da fibra, alisa e regula a superfície para aumentar o brilho do cabelo.

Como é que usa:
- Aplique nos cabelos úmidos antes de usar o shampoo e siga os passos abaixo:
1º Passo: Distribua uniformemente a unidose de Loreal Profissional Absolut Repair Ampola Renew C nas zonas sensibilizadas;
2º Passo: Massageie uniformemente para penetrar nos cabelos;
3º Passo: Penteie o cabelo para atingir a integridade do fio;
4º Passo: Enxágue;
5º Passo: Proceda a aplicação do Loreal Profissional Absolut Repair Shampoo.

Conclusão: É a ampola pre-tratamento do Absolut Repair. 

O que ninguém fala: O ativo prepara os fios para receber o tratamento, logo não deve fazer efeito usado separadamente. Particularmente eu não indicaria, com o investimento dessa você compra a Power Repair B.

-Power Define












O que diz a marca: Tratamento unidose alisador de alta definição. Primeira selagem de alta definição da fibra capilar, indicada para disciplinar cabelos rebeldes, promovendo definição e controle do cabelo. Transforma a fibra capilar e cria um escudo anti-umidade de longa duração. 


Qual é o ativo: Polytensium, um polímero envolvente que reveste o cabelo para um efeito flexível e com corpo: o cabelo é definido fibra a fibra para um resultado liso e "efeito solto".

Como é que usa:  Aplique nos cabelos lavados e enxutos. Distribua mecha a mecha nos comprimentos e pontas, o equivalente a um tubo de tratamento L´Oréal Power Define. Se os cabelos forem muito espessos e secos, a quantidade do produto poderá ser adaptada aplicando o equivalente a 2 tubos. Massageie para facilitar a penetração no cabelo. Penteie o cabelo de forma a distribuir bem o produto. Enxágue cuidadosamente. Proceda ao penteado.

Conclusão: É uma ampola para diminuir o volume, basicamente anti-frizz.

O que ninguém fala: Ela é ideal pra ser dissolvida com a progressiva. Sim, ela ajuda a manter o efeito liso e sela os fios para que não percam umidade.

-Alfaparf Semi di Lino


















O que diz a marca: Tratamento microcristalino reparador. A eficaz fórmula reestruturante, repara o interior da fibra capilar proporcionando nutrição.

Qual é o ativo:  As texturas polisensoriais à base de Extrato de Sementes de Linho, Vitamina E, Ômega-3 e Ômega-6, favorecem a coesão das cutículas, proporcinando aos cabelos uma maciez e um brilho únicos. A combinação de elementos naturais, dentre os quais o Ômega-3, Ômega-6 Fatty Acxids e Vitaminas das Sementes de Linho, fecham as cutículas proporcionando aos cabelos luminosidade e maciez extraordinárias, com resultados visíveis desde a primeira aplicação.

Como é que usa: Aplique o conteúdo de uma ampola sobre os cabelos úmidos. Penteie e enxágüe com abundante água morna. Proceda com o penteado.

Conclusão: É uma ampola hidratante, para deixar os fios maleáveis.

O que ninguém diz: O modo de aplicação. Ela não deve ser aplicada liquida, ira pesar no cabelo. Você deve colocar um pequena quantidade nas mãos e esfregar, afim de criar uma espuma.
É essa espuma que sera aplicada nos fios!


E pra concluir, a única que vem com instrução no rotulo:

-Nutrição Celular, Acquaflora














O que diz a marca: Aumento de resistência dos fios, nutre e repara.

Qual é o ativo:  Carbocisteina e creatina.

Como é que usa: Aplica-se nos fios limpos após o shampoo, faz massagem e deixa agir por alguns minutos.

Conclusão: É uma ampola não apenas de nutrição, mas também promete efeito reconstrutor.

O que ninguém diz: Essa ampola é melhor que muitas mencionadas acima e é a única que eu confiaria o uso isolado. Indico pra ser levada em viagem, pra substituir o creme hidratante.
A linha potencializa o efeito, mas ela sozinha já dá conta do recado.

Bem, fiz um resumo das que já usei ou das mais populares. Ha diversas outras no mercado, especialmente de outras marcas, como BC Bonacure, Wella, Matrix  e Kerastase, porem tem o custo bem mais elevado (essas acima estão na faixa de 8.00 a 12.00 reais) e eu nunca testei.


Caso haja duvida sobre alguma especifica é só avisar que pesquiso e faço uma segunda parte! 


A conclusão geral: A Loreal Professional casa as ampolas com as linhas, porem podem perfeitamente ser usadas separadas, apos a lavagem. Atente-se ao que cada uma promete, tempo de pausa, possível enxague...Detalhes fazem toda diferença!
E não tenha medo de investir. Elas são um diferencial, não precisa tornar o uso rotineiro, apenas tenha o costume de fazer um tratamento mais profundo quinzenalmente por exemplo.


Só hidratação ou só queratina não resolve, inove de vez em quando. Os fios agradecem e voce ve resultado! ^^